Programas românticos em Paris

Ideias de programas românticos em Paris

Le baiser de l'Hotel de Ville - Robert Doisneau

Le baiser de l’Hotel de Ville – Robert Doisneau

Paris é uma cidade romântica por si só. Vários elementos contribuem para o clima poético da cidade: paisagens que parecem cenários de filmes, temperatura amena na maior parte do ano, o rio Sena e suas pontes, cafés e restaurantes por toda parte, jardins, praças…

A gente sabe que quando um casal está feliz qualquer lugar se torna incrível, mas é claro que podemos dar um “empurrãozinho” e deixar o passeio ainda mais gostoso.

Então para dar uma ajudinha aos casais apaixonados, aqui vão algumas dicas de programas românticos em Paris:

1 – Passeio em Montmartre e a parede dos “Je t’aime”

Este bairro pitoresco é sempre uma boa pedida. Suas ruazinhas estreitas, escadarias, praças… e claro, a linda basílica de Sacré Coeur que é um espetáculo à parte. Desça na estação de metrô Abbesses, entre na praça Rictus onde fica o “Mur des Je t’aimes” (parede dos Eu te amo), uma obra de Frédérique Baron e Claire Kito que reproduz 311 “eu te amo” em 250 línguas diferentes, e aproveite para explorar o bairro calmamente…

image

2- Passeio de barco no rio Sena

Poucas coisas são mais românticas que um belo passeio de barco, não é mesmo? Em Paris é possível desfrutar da paisagem da cidade fazendo um cruzeiro pelo rio Sena tanto de dia quanto de noite. De dia o passeio é mais acessível financeiramente e você ainda conta com a ajuda de guias turísticos para aprender mais sobre a cidade. Já durante a noite, o passeio é acompanhado de um bom jantar, música e champagne. Um delicioso programa a dois <3

Compre os passeios de barco AQUI

image

3 – Marais e a praça des Vosges

O Marais todinho é super charmoso. Não faltam opções de bons restaurantes (dos mais caros aos mais baratinhos), cafés, bares, sorveterias, comidas de rua (falafel, crepes, sanduíches…). Você pode descer no metrô Saint Paul e ir descobrindo o lugar até a famosa – e romântica – Place des Vosges, a praça mais antiga de Paris. Lugar ideal para um passeio de mãos dadas, um piquenique…

place-vosges

4 – Parque des Buttes Chaumont

Para mim é o parque mais bonito de Paris e sem dúvidas um dos mais bonitos do mundo! Com sua belíssima paisagem, lago, queda d’água, jardins e a linda vista da cidade com certeza ele não vai decepcionar os casais que querem passar um momento agradável a dois.

Parc-des-Buttes-Chaumont

5 – Passeio pelas margens do rio Sena

Isto é um clássico! As margens do Sena são belíssimas e por isso mesmo já foram cenário de lindas histórias de amor. Prepare um bom vinho, caminhe e escolha um lugar para brindar à felicidade!

image

6- Museu da vida romântica

Para os fãs de arte e principalmente do movimento denominado romantismo, este é um programa imperdível. O museu é gratuito e fica no 16, rue Chaptal. Aberto de terça a sexta de 10h as 18h. Para fechar o passeio tomem um chá na casa de chá do museu (aberta de metade de março até metade de outubro).

Musee vie romantique

7 – ponte Alexandre III

Todas as pontes parisienses têm seu charme especial. Mas sem medo de errar acredito que a ponte Alexndre III seja a mais charmosa entre elas. Inaugurada em 1900, ela inicialmente foi símbolo da amizade entre França e Rússia. Hoje ela impressiona qualquer pessoa que passe por ela. É sem dúvidas um dos cenários mais lindos e românticos parisienses.

image

Espero ter ajudado vocês a terem uma experiência ainda mais agradavél e romântica em Paris. Bom passeio!

Share on FacebookEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Tumblr

Veja também...

2 Respostas

  1. Pedro Arturo Bismara disse:

    Olá! Chamo-me Pedro e queria fazer um relato sobre minha primeira ida à Paris!!!

    Primeiramente tenho que dizer que seu Site e Snapchat são verdadeiramente emocionantes para mim e minha noiva (não tenho Instagram). Nos conhecemos e nos apaixonamos ainda em 2006, fizemos uma graduação em Bach. em Ciências Biológicas juntos e há 3 anos iniciamos o curso de Medicina em nossa cidade.

    Apaixonei-me por Paris e pela Europa, em definitivo, ao acompanhar o Tour de France a partir de 1999. Em 2015 consegui realizar um dos meus grandes sonhos que era voltar a Portugal e assistir à Etapa final do Tour bem em frente ao Arc de Triomphe! (Esse tipo de emoção só sentido mesmo – e para mim foi incrível, encantador…). Passamos apenas 5 dias, mas todos aproveitados ao máximo. Chegamos no aeroporto de Orly (por volta das 23h) e pegamos um táxi para irmos ao hotel (ficamos no IBIS Opera La Fayette – deu bem cara a corrida, mas estávamos nas nuvens!).
    Sei que é difícil acreditar mas tudo que fizemos foi a pé com o gps do celular!

    No primeiro dia pagamos por um daqueles ônibus que trafegam por todos os principais pontos turísticos da cidade (em Portugal foi super útil). Entretanto… quando vimos a Opera Garnier de cima do ônibus tivemos que descer na primeira parada! Voltamos e ficamos uns 5 minutos apenas olhando para ela (sentados naquela mureta da saída do metrô, logo em frente!). Sentamos nas escadarias e ficamos ouvindo alguns músicos tocando ao ar livre. Que coisa linda!
    Seguimos e do nada vimos uma ENORME muralha, repleta de estátuas de pedra. Não sabíamos ainda, mas ao entrar demos de cara com as pirâmides… Estávamos no Louvre!!! Agora sim. Agora vivos o quão majestosa era onde estávamos! Você imagina o que é encontrar o Louvre, ao acaso?! Putz! Entramos e ficamos umas 3h lá (dá a impressão que enfiaram o Mundo Antigo todo dentro do Museu!). Daí ficamos um bom tempo circulando pelo Jardim das Tuileries, encantadíssimos! Lanchamos e seguímos. (Chega dá um aperto lembrar da sensação que sentimos – que lugar lindo!). Fomos direto ao Arc du Triomphe andando pela bela Champs Elysées. Lá ficamos mais um bom tempo sentados admirando aquele Arco magnífico. Almoçamos. De lá decidimos que dava para irmos andando à Torre Eiffel (tinha muita gente!), mesmo assim não nos tirou toda a emoção que sentimos. Ela é linda (e aqui pra nós, os franceses podem não gostar, mas achamos ela linda toda iluminada a noite!).

    No outro dia fomos ao Grand Palais e Petit Palais (mais maravilhas), ficamos um tempo vendo o Sena de cima da Ponte Alexandre III (outra maravilha). Continuamos e chegamos ao Museu des Invalides e ficamos mais uma 3h por lá. Vimos aquele túmulo gigantesco onde Napoleão está! Quanto mármore, quantas armas, quantos fardamentos! Todos incrivelmente ricos em detalhes. Fomos ao Museu de Rodin – Vale cada centavo! Almoçamos e andamos. (enquanto estou escrevendo estou vendo as fotos porque fizemos muita coisa e acabo esquecendo a ordem rsrsrs!) Voltamos pelo Louvre, fomos ao Pompidou. Daí fomos para o hotel.

    No terceiro dia foi pesado! Fomos para Montmartre ver a Sacre Coeur (andando!), subimos aquela escadaria inclinadíssima e linda (pelo menos para mim! rsrsrs). Entramos, ficamos sentados olhando Paris daquela escadaria (também linda!) e descemos. Compramos algumas lembranças e seguimos para o Moulin Rouge. De lá voltamos para subir o Arc de Triomphe! Que andada! Pagamos o ticket e subimos! Que paisagem!
    (sabe o que amamos ao fazer tudo andando – mesmo sendo cansativo no final do dia? – Paris tem infinitas rua lindas, cafés pequeno lindíssimos, restaurantes aconchegantes e sempre algum pequeno capricho arquitetônico, sempre! Foi isso que nos encorajou a andar tanto!)

    No quarto dia fomos à Notre Dame. Que Catedral! Achei-a mais impressionante que a Sacre Cuoer. Andamos por todo seu perímetro externo, bem lentamente. Quantos detalhes! Entramos e assistimos um pouco a alguma cerimônia, muito provavelmente – detalhe, sempre nos comunicamos em inglês e não houve nenhum empecilho com os franceses. Claro que o “Bonjour”, “Bonsoir” “Merci” e “excuzes-moi” são ordem ao iniciar um diálogo =). Fomos nos Bouquinistes e compramos algumas gravuras (parecíamos que estávamos num filme!). Seguimos à Place de La République. Museu de Arte Medieval, almoçamos e fomos ao Panthéon (acredite, andando!). Neste dia foi mágico, porque tomamos uma garrafa de vinho sentados naqueles belos espaços bem ao lado das margens do Sena! Pegamos o Bateaux-Mouches (jantamos nele – foi nossa pequena extravagância!) e passeamos pelo Sena já escurecendo! Vimos como essa cidade é linda à noite (não é a toa seu segundo nome).

    O quinto dia foi para entrarmos na Ópera Garnier, voltarmos ao Jardin des Tuileries (imperdível), Galerias Lafayette almoçarmos e nos arrumar para voltarmos ao Brasil!

    Desculpe-me por alongar tanto este relato, mas foi realmente a viajem das nossas vidas!!! Todos os momentos apreciados com muito amor e carinho. Acho que isso que vale na vida, sabe? Com
    certeza voltaremos muitas vezes, mas agora só quando nos formarmos.

    Muito obrigado por todos os dias nos proporcionar breves momentos de lembranças tão agradáveis! Aproveite Portugal, é outro belíssimo País! Saiba que adoramos seus Snaps! Até!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *