Pontos positivos e negativos de Paris segundo nossos leitores

Captura de Tela 2015-07-01 às 21.16.32

Paris é uma das cidades mais visitadas do mundo. Muitos brasileiros sonham em conhecer a famosa cidade cartão-postal da França com seus cafés charmosos, monumentos, museus, pontes, etc. Mas será que, ao chegar aqui, todo mundo realmente gosta da cidade? Nem sempre… Paris, assim como toda grande cidade, tem muitos problemas e pode, de alguma maneira, decepcionar os seus visitantes. Conheça aqui o ponto de vista de alguns dos nossos seguidores que opinaram sobre o que consideraram os pontos positivos e os pontos negativos de Paris.

1 . “Paris é encantadora, fui sem dar muito crédito e me apaixonei, o que mais gostei foi que a cada esquina tem algo para te encantar, desde um prédio antigo, a um velhinho com seu pãozinho e seu cãozinho passeando tranquilamente pela rua. Para onde você olha tem algo absurdamente bonito. Paris é muito mais que a torre e os museus, a cidade em si tem um charme indescritível, não tem como não se encantar. Ah e tem a Disney também, rsrs, mas isso é só pra quem é apaixonado pelo ratinho como eu. Já o que eu não gostei, é das lojas fecharem cedo, 8:00 quase tudo está fechado, e para quem vem de SP onde tudo fica aberto até tarde é estranho. ” @thasg

2 . “Acho tudo perfeito, maravilhoso, cada canto, cada praça, cada ruela, cada museu, cada café. Não gosto dos golpes que tentam aplicar em turista, tipo abaixo assinado, pickpockets, pulseirinhas em Montmartre, golpe da aliança, etc.” @joanaborges

3 . “Talvez por não ter sido a primeira cidade européia que eu conheci, não vi essa aura mágica de Paris logo de cara. Só me apaixonei pela cidade quando fui ao Hôtel des Invalides e na torre Eiffel. Aí fiquei encantada com os jardins, os cafés, as ruas estreitas… Não gostei da quantidade insuportável de fumantes em qualquer lugar (como fumam!), achei o metrô sujo e confuso e, principalmente, é irritante não existir NENHUM tipo de informação em inglês nos locais públicos e turísticos (o cúmulo é o Louvre só ter as descrições das obras em francês, sendo que o conhecimento é universal!).” @tammyjunqueira

4 . “O que eu mais gosto em Paris é da atmosfera da cidade. Um lugar que respira arte, cultura e história. Passar por lugares onde estiveram muitas pessoas de outras gerações que você gostaria de ter conhecido. Passear por cenários de filmes e lugares inspiradores. Poder andar pela cidade descobrindo a cada vez uma rua diferente, um cantinho charmoso. Poder sentar na grama, num parque/jardim, fazer um lanchinho, ler um livro ou simplesmente deixar o tempo passar. Um ponto que não gosto muito é a quantidade de pick pockets, que te obriga, nos lugares mais movimentados ficar sempre apreensivo e de olho nas suas coisas. Além disso, a falta de acessibilidade nas estações de metrô que é explicado, de certa forma, pela idade das mesmas”. @laurinha_raquel

5 . “Andar pelas ruas é sensacional… achar restaurantes bons e baratos foi difícil.” @rachelcalaco

6 . “Ja fui a Paris 4 vezes e, em todas, a cidade me surpreendeu. Conheci lugares que fogem do turístico – como o Cour St. Emilion e o Bois de Vincennes, e mesmo tendo morado em Lyon e visitado a Riviera Francesa, Paris ainda é minha cidade preferida. Se perder em Paris é incrível, e é sensacional como existem coisas inacreditáveis em cada esquina. Costumo dizer que quem foi pra lá e não gostou, não conheceu Paris verdadeiramente. Muita gente reclama do trânsito, da lotação dos metrôs… Eu pessoalmente só não gosto dos ambulantes insistentes no Louvre, por exemplo. Acho que as pessoas tem que ver Paris como uma metrópole, cheia de problemas também, mas sinceramente, o encanto, a atmosfera sempre predominam!” @nalidja

7 . “Adorei andar pelas ruas de Paris, principalmente a noite… é tudo muito lindo… o que me decepcionou foi o Louvre.. descrição das obras em francês é de matar né. Os golpes também são mais comuns do que deveriam ser… por sorte eu já tinha lido a respeito e não caí em nenhum, mas as tentativas foram inúmeras. ” @brzerbinatti

8 . “Gostei da arquitetura e desgostei do atendimento parisiense.” @anacaroamaral

9 . “Ai, Paris… Não tem como não se apaixonar!!! De negativo pra mim tem os cigarros, que é demais, e a lotação da maioria dos cafés, principalmente em Saint Germain, como uma mesa colada na outra, sem privacidade nenhuma. No mais, como turista que vai a passeio, tudo é maravilhoso. Superou minhas expectativas!!! ” @lizziefonseca

10 . “O que mais gostei em Paris, difícil de dizer, pois gostei de tudo, foi uma experiência diferente e especial que tive de fazer um pic nic noturno, às margens do Rio Sena, em frente à Notre Dame. O que menos gostei foram os trens e metrôs, eu era uma mulher viajando sozinha com uma mala bem pesada, e a maioria dos metrôs não tinha escada rolante, sofri bastante para carregar a mala, sorte que fui ajudada na maior parte das vezes para subir as escadas. Os metrôs de Paris tem muitas linhas que te levam a praticamente cada canto da cidade, mas são muito antigos e já desgastados e o mau cheiro lá é bem marcante. @giubizzarro

Gostaríamos de agradecer a todos que contribuíram para esta nossa postagem! 🙂

E para você? Quais os pontos positivos e negativos de Paris? Deixe aqui nos comentários!

Share on FacebookEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Tumblr

Veja também...

6 Respostas

  1. Carla Bueno disse:

    Olá,
    pra mim Paris mesmo com todo o cigarro, rs, não tem nada de negativo, amo Paris, ano que vem estarei ai pela quarta vez, já até me zoam no escritório, sempre dizendo Paris de novo? Simmmmm Paris mil vezes, e pra falar a verdade acho que sempre vejo coisas novas.
    Os picpokets não me assustam diante do que se passa no Brasil, são só mãos leves, e como aqui andamos todos,, o tempo todo alertas, esses passam batidos, a ciganas e as alianças, rsrs faço uma cara tão feia que elas passam direto e idem para as meninas do Leste Europeu e as suas listas.
    Os metrôs podem até ser fedidinhos, mas são completos, quem dera tivesse a metade desse aqui no Brasil.
    Quando viajo pesquiso e desde a minha primeira viagem, que pego os ônibus da Air France no Charles de Gaule até meu destino, que é sempre Montparnasse, pago 17,50 euros e vou feliz e contente e não carrego mala no metrô, desço no ponto final (são só dois pontos, Gare de lyon e Gare de Montparnasse), por isso fico sempre nesse Bairro, é mais facil . E também como tem muitas Brasseries, e Teatros, e Restaurantes, está sempre cheio de pessoas pela Rua e nunca senti medo algum, já chegamos uma vez de Londres quase uma da manhã e não senti medo algum, acabei me acostumando com o Bairro.
    Amo Paris e ficar esperando por vinte dias de férias diante de tanto trabalho, acho até injustiça, mas enfim fazer o que né.??!
    Se perder em Paris é se achar !!!!! J’taime Paris!!!!!
    Em casa eu e meu marido fomos fisgados com amor eterno por Paris.

  2. Natalie disse:

    Olá! Estarei em Paris pela primeira vez no início de outubro e as dicas aqui têm sido ótimas!! Fico ansiosa pra curtir logo tudo de bom que a cidade tem a oferecer e também já fico ligada nos pontos negativos (menos chance de me frustrar com alguma coisa rsrs). A respeito das temperaturas nessa época (início de outubro), faz muuuito frio? Comparado ao frio aqui do Brasil, como será o frio do outono de Paris??

  3. Carla Bueno disse:

    Olá Natalie,

    Desculpe a dona do site, mas vou responder, posso?

    Então Natalie, baixe no seu Smartphone um app de meteorologia, eu uso o da Yahoo e meu marido o da da Accu Water e outra dica que posso dar já de cara, assim que chegar na cidade, vá na Orange e compre um Chip de Internet, com ele e o Google Maps você vai a qualquer lugar sem se perder, caso queira também baixe o do metrô que se chama Metro1.
    Lembre-se que o outono de lá será mais frio que o daqui, leve um Trench Coat, uma camisa térmica (eu compro as da Decathlon que eu amo e são bem quentinhas), no mais umas camisas brancas de botão, umas blusas de tricot, uma meia calça de fio 80 uma sapatilha e uma bota, rs.
    Não acredito que vá pegar muito frio, já fui na primavera e tenho fotos de sapatilha meio fio 80 e 3 camisas rs, 1 térmica, uma de botão, e um tricot peludinho e meu short de couro larguinho.
    Se vc for viajar com seu marido ou namorado, lembre-se carteira sempre no bolso da frente.
    Beijos, Boa viagem espero que ame Paris tanto quanto eu.

  4. Natalie disse:

    Muito obrigada pelas dicas, Carla!! Vou procurar tudo!! Espero que seja um frio bem suportável! rsrs

  5. Flávia disse:

    Amei Paris! Confesso que quando meu marido sugeriu iniciarmos nossa viagem por Paris (decisão por encontrar uma promoção de passagens aérea imperdível), fiquei meio desanimada, pois apesar de ouvir as pessoas falando que Paris é encantadora, que é tudo lindo e tal, eu era meio cética e achava que era puro deslumbre, e nem pensava em incluí-la no meu roteiro de viagem. Mas esse ceticismos foi muito bom, não fui com grandes expectativas, e isso me fez apaixonar pela simplicidade da cidade. As edificações são lindas, os cafés são um charmes, assim como as Pâtisserie. E foi magico estar em lugar com tanta história. Nas viagens sempre visito igrejas, mesmo que não tenham valor histórico, então não poderia deixar de ir na Notre-Dame, é linda. Os museus são incríveis, o Louvre é fantástico, tem gente que paga pra ver apenas a Monalisa, um desperdício, tenta coisa lá, tanta história, tanto conhecimento, a gente se depara com grupos de alunos tendo aula artes e história dentro do museu, a vontade é de sentar e ficar ali participando (problema é que era em Frances, rsrs). Ficamos no Louvre 6 horas, não ficamos mais pois ia fechar, não vi tudo e numa outra oportunidade vou de novo. A Torre Eiffel é simplesmente grandiosa, em fotos não dá pra perceber a dimensão dela, e o quanto ela realmente complementa a paisagem. Sobre o atendimento dos franceses, não sei se tivemos sorte, não tivemos problemas, achei até simpáticos. Nas principais áreas e pontos turísticos os atendentes falavam inglês, no hotel que ficamos, percebi a insistência de uma recepcionista em não falar inglês (caso isolado), mas no fim deu certo, em um restaurante fora da área turística, foram extremamente atenciosos e prestativos, mesmo com o desconforto pela barreira da língua. Com relação ao transporte só andamos de metro, que muitas linhas, então dá pra ir por toda Paris, são antigos e sujos, o que gera um certo desconforto. O que me incomodou muito foi a quantidade de ambulantes, e pessoas tentando dar golpe, mas fechávamos a cara e nem eramos abordados, se ficar com cara de turista deslumbrado vai ser incomodado por estas pessoas, certeza. Os pickpockets, não vi nada apenas vários avisos nos prontos turísticos pra tomar cuidado, mas sempre fico atenta aqui com bolsas e carteiras, e não era por estar em Paris que não ia me cuidar, gente malandra pode ter no mundo todo. Achei super fácil andar pela cidade, não achamos necessidade de comprar chip pra internet, com mapa do metro, mapa da cidade e os mapas das estações de bicicletas (tem em tudo que lugar), sabíamos exatamente onde estávamos e onde queríamos ir. Paris foi uma grata surpresa. Je reviens!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *